Chamada de artigos de Antropologia do Cinema para Revista Aceno

A ACENO, Revista de Antropologia do Centro-Oeste, do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Mato Grosso, e o GRAPPA – Grupo de Análises de Políticas e Poéticas Audiovisuais convidam pesquisadores da Antropologia e das ciências humanas a participarem do dossiê “Políticas e Poéticas do Audiovisual na contemporaneidade: por uma antropologia do cinema”, que pretende reunir trabalhos cujo tema seja produção, recepção, circulação e análise de imagens audiovisuais na contemporaneidade e o que apresentam de desafio às teorias antropológicas. Em um mundo cada vez mais constituído por fluxos e contrafluxos de narrativas audiovisuais, trata-se de considerar o cinema como uma forma expressiva significativa que revela, em imagens e sons, utopias e distopias contemporâneas. Dessa forma, buscamos abordagens teórico-metodológicas de investigações que lançam mão de filmes – documentais e ficcionais – como objetos e/ou métodos de pesquisa. Trata-se de debater o cinema em suas várias dimensões, com enfoque em: 1) modos como o aparato audiovisual tem sido utilizado em investigações; 2) articulações entre cinema, narrativas, memória e subjetividade; 3) representações e interpretações de narrativas cinematográficas sobre temas como as relações natureza/cultura, centro/periferia, corpo, gênero, sexualidade, classe, raça/etnia, identidade etc; 4) condições sociais de produção, circulação e recepção de narrativas em diferentes formatos e gêneros. Em suma, busca-se reunir nesse debate dilemas e potencialidades do cinema em interlocução com as ciências humanas e sociais. O dossiê está sendo organizado pelo PPGAS/UFMT em colaboração com o GRAPPA – Grupo de Análises de Políticas e Poéticas Audiovisuais, que reúne pesquisadores de diversas universidades brasileiras e que, nos últimos anos, tem participado de eventos científicos das ciências sociais com simpósios, grupos de trabalho e mesas redondas de modo a discutir a ideia de uma possível antropologia do cinema.

Dossiê: “Políticas e Poéticas do Audiovisual na contemporaneidade: por uma antropologia do cinema” – ACENO, Revista de Antropologia do Centro-Oeste, 2 (1). Cuiabá: PPGAS/UFMT, jan./jun. 2015.

Organizadores: Marcos Aurélio da Silva/UFMT (marcosaurelio@ufmt.br); Eliska Altmann/UFFRJ (eliskaaltamann@gmail.com); Luis Felipe Kojima Hirano/UFG (lfhirano@gmail.com); Débora Breder Barreto/UCAM (deborabreder@hotmail.com).

Submissão: até 31 de maio de 2015, através do site da revista (http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/aceno/index)

Diretrizes para autores: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/aceno/about/submissions#authorGuidelines

Sobre os organizadores:

Marcos Aurélio da Silva (UFMT) – Professor colaborador e pesquisador associado do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Mato Grosso (PPGAS/UFMT). Possui graduação em Comunicação Social (1997), mestrado e doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003 e 2012). Atua principalmente nos seguintes temas: performance, territorialidade, cultura gay, cinema, festivais, carnaval, gênero e sexualidade. Realizou Estágio de pós-doutorado na instituição, de 2012 a 2014 onde é integrante do Instituto Brasil Plural (IBP) e do Núcleo de Antropologia do Contemporâneo (TRANSES) dentro do projeto Cuidados de si e políticas da vida: políticas públicas e experiências sociais no campo da saúde e da cidadania no Brasil, coordenado pela professora Drª. Sônia Weidner Maluf. Atualmente é bolsista de pós-doutorado da Capes no PPGAS/UFMT, desenvolvendo pesquisa sobre festivais de cinema voltados para as temáticas de gênero e sexualidade, com ênfase em Performance, Territorialidade e Teorias do Sujeito. Também é integrante do Grupo de Análises de Políticas e Poéticas Audiovisuais (GRAPPA).

Eliska Altman (UFRRJ) – Bacharel em Ciências Sociais na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Doutora em Sociologia e Antropologia na mesma instituição. Professora adjunta da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, no Departamento de Ciências Sociais e no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS). Coordenadora adjunta do Núcleo de Experimentações em Etnografia e Imagem (NEXTimagem) – PPGSA/IFCS/UFRJ. Integrante do Grupo de Análises de Políticas e Poéticas Audiovisuais (GRAPPA). Autora do livro “O Brasil imaginado na América Latina: a crítica de filmes de Glauber Rocha e Walter Salles” – Contra Capa/ Faperj, 2010. Idealizadora do portal CineCríticos www.cinecriticos.com.br. Desenvolve trabalhos nas áreas de Sociologia da Cultura e Antropologia e Imagem, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema(s), identidades nacionais, movimentos culturais e recepção de bens culturais.

Débora Breder Barreto (UCAM) – Possui graduação em Comunicação Social, habilitação Cinema, pela Universidade Federal Fluminense (2000); mestrado e doutorado em Antropologia pela Universidade Federal Fluminense (2003/2008), com estágio doutoral na École des Hautes Études en Sciences Sociales (2006). Formada em Cinema pela Escuela Internacional de Cine,Televisión y Video de San António de Los Baños, Cuba (1992). Trabalhou em curtas e médias-metragens, exercendo diversas funções. Foi Professora Visitante junto ao Departamento de Sociologia e Antropologia da Universidade Federal de Minas Gerais. É membro do Grupo de Análises de Políticas e Poéticas Audiovisuais (GRAPPA/UFRRJ). Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia do Cinema e Relações de Gênero, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema, corpo, gênero, sexualidade, incesto, identidade.

Luis Felipe Kojima Hirano (UFG) – Professor Adjunto I de Antropologia da Faculdade de Ciências Sociais (FCS) da Universidade Federal de Goiás (UFG). É Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (2007) e Doutor em Antropologia Social pela mesma instituição. Tem experiência na área de Antropologia, com especialidade nos estudos sobre Teoria Antropológica, Antropologia Visual, Antropologia das Populações Afro-brasileiras e nos debates que envolvem a intersecção entre raça/etnia, gênero, corpo e sexualidade. Foi Fellow da Faculty of Arts and Sciences da Universidade de Harvard, com bolsa sanduíche da Capes (2011). É membro do Ser-Tão (UFG), Etnohistória e NUMAS (USP) e do GRAPPA (Grupo de Análises de Políticas e Poéticas Audiovisuais – UFRRJ). Além disso, coordena a Coleção Antropologia Hoje, do Núcleo de Antropologia Urbana da Universidade de São Paulo, juntamente com o diretor José Guilherme Cantor Magnani (USP) e os conselheiros Ronaldo de Almeida (Unicamp), Renata Menezes (MN) e Luiz Henrique de Toledo (UFSCAR). Apresentou trabalhos em congressos e universidades no exterior em 9 ocasiões. Em 2013, traduziu e publicou, em conjunto com Tatiana Lotierzo, a tradução ao português de “Fora de contexto”, de Marilyn Strathern.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>